Ola!

"A felicidade não passa de um sonho, e a dor é real... Há oitenta anos que o sinto. Quanto a isso, não posso fazer outra coisa senão me resignar, e dizer que as moscas nasceram para serem comidas pelas aranhas e os homens para serem devorados pelo pesar."(Schopenhauer)

domingo, 11 de maio de 2014

Passagem

É pequena a inocência,
De quem não soube tomar o tempo,
Grande demais para a eloquência,
De sentidos barrados num cais,

Doce pequena órfã a miséria...
Não escolhe pele, nem ais,
Criança que saboreia a janela,
Até ver chegar seu anoitecer,

O relógio é tão diminuto,
A quem deita Hypnos para si,
E maduro, os homens se intitulam,
É inevitável o Tânatos chegar-se,

Flores murcham sem pressa,
Na troca das épocas,
Eterno repetir de séculos,
Humanidade de represa,

Note a angustia da passagem,
Sem dor que se anote,
E a perdição encontrada na estrada,
Marcada nas pegadas,

A criança dorme sobre o travesseiro,
O dia inteiro sonha rosas...
E o adulto neste aguaceiro por querer,
Querer-se de tanto espelhos,

O vidro quebrado excelso sedutor,
Rosto demarcado, lapso de forças,
Caído ao chão, lágrimas demarcadas,
Terror da cor que se dão,

Signo triste é a finitude,
As folhas caem em marca tempo,
As árvores insistem, naturalmente,
O homem não.

(Cléber Seagal)

Nenhum comentário:

Postar um comentário